Conheça os Tipos das Pistas em Aeroportos

Os aeroportos podem apresentar diferentes tipos de pistas para que esse atenda a demanda. Em alguns casos, em função da área disponível no aeroporto, as pistas precisam se cruzar. Abaixo, destacamos os tipos de pistas de pouso e decolagem e suas principais características.

As pistas simples são aquelas com menor capacidade operacional, e são empregadas quando a demanda do aeroporto é baixa. A capacidade desse tipo de pista está entre 45 e 100 operações por hora quando operados em VFR e de 40 a 50 quando operados em IFR. A Figura 1 ilustra a pista simples.

pista-salvador-infraero
Figura 1 – Pistas Simples. Fonte: http://www.transportabrasil.com.br/

A Capacidade das Pistas de Aeroportos

pista_aero_salvador

As pistas em aeroportos podem apresentar diversas configurações, dependendo das direções predominantes do vento ou do tráfego. A configuração corresponde a forma como as pistas estão dispostas na área do aeroporto.

O número de pistas de um aeroporto depende da demanda prevista, já a disposição das condições meteorológicas. Além disso, deve ser estudado a configuração do TPS e das pistas, como forma de poupar combustível e também de agilizar os aspectos operacionais no aeroporto.

O que são os números na cabeceira de pistas de pouso e decolagem?

FOTO-01

Ao projetar uma pista de pouso e de decolagem devemos levar em consideração, principalmente, as direções do vento. A direção do vento influencia na operação aeroportuária. Dessa forma, as pistas devem ser orientadas conforme a direção principal dos ventos utilizando um Anemograma.

As medições indicadas no Anemograma deve ter como base os ocorridos ao longo de pelo menos, 5 anos. Isso é necessário para um bom projeto e consequentemente para que as pistas de pouso e decolagens não sejam construídas com base em orientações errôneas. 

%d blogueiros gostam disto: