Posso construir Aeroportos em qualquer lugar?

heathrow-airport

A localização dos Aeroportos é algo muito importante a ser considerado, tanto em projetos quanto na questão de acessibilidade. A localização deve ser aquela que permita atender ao usuário da melhor forma possível, mas de forma a acarretar o menor impacto ao meio ambiente.

Na questão de acessibilidade, o menor tempo  de percurso entre o polo gerador de tráfego e o aeroporto será fundamental. O tempo de acesso é importante pois o tempo de processamento, que ocorre dentro do Aeroporto, é maior que em outros modos de transporte.

É necessário também uma análise se o local escolhido possibilita uma ampliação, que deverá ocorrer quanto ao aumento de tráfego do aeroporto para que se atinja a vida util prevista. Além disso, com o avanço da tecnologia aeronáutica surgem novas classes de aeronaves, sendo necessária uma readequação do comprimento das pistas.

Os Aeroportos devem apresentar uma distância segura de outros aeroportos, dessa forma evita-se a colisão entre aernaves e maximiza-se a segurança. Além da questão de segurança, a proximidade entre aeroportos pode gerar interferências entre equipamentos de rádio, que são essenciais uma boa navegação.

As zonas aos redor do Aeroporto não devem apresentar áreas residenciais em função da proximidade de pistas de pouso e decolagem, visando o aumento da segurança e minimizar o nível de ruídos. Esse último detalhe pode parecer estranho, principalmente quando vemos aeroportos como Congonhas em São Paulo, Figura 1.

Aeroporto_Congonhas_Foto-Infraero
Figura 1 – Aeroporto de Congonhas em 1990. Fonte: http://www.saopauloantiga.com.br/congonhas-em-12-fotos-nostalgicas/

Com a urbanização e a expansão das cidades é comum que ocorram casos como o Aeroporto de Congonhas, em que não há uma divisão clara entre o que é a cidade e o aeroporto. Entretanto, como já citado isso pode gerar acidentes como já ocorreram nessa região. Apenas para conceituação, a Figura 2 ilustra a região de Congonhas em 1936, ano de construção do Aeroporto de Congonhas.

1936-congonhas
Figura 2 – Aeroporto de Congonhas (1936). Fonte: https://arquiteturaempauta.files.wordpress.com

Esse artigo foi útil para você? Compartilhe esse artigo para que outras pessoas entendam esse conceito da Infraestrutura Aeroportuária. Se tiver dúvidas, deixe nos comentários que elas serão respondidas!

Siga nas redes sociais abaixo para acompanhar nosso trabalho!

60312da1fe41b1f2a8a84e4c959b4e0e

if_linkedin_circle_color_107178

aaa

FONTES:

PEIXOTO, C.F. “NOTAS DE AULA DA DISCIPLINA DE AEROPORTOS”. Centro Universitário da FEI: São Bernardo do Campo, 2017.

PEIXOTO, C.F. “INTRODUÇÃO À ENGENHARIA AEROPORTUÁRIA”. Rio Claro, 2015.

 

2 comentários

  1. Ninguem fala o q é levado em consideraçao na hora de construir o aeroporto. Como, tipo do solo, posiçao ,velocidade, umidade do vento e aktitude. Se esses elemtos nao tiverem alinhados, esqueça construir. Peço q publiqerm esses elementos. Quem for publicar alguma coisa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: