Como verificar a Estabilidade Externa de Obras Geotécnicas

SAMSUNG DIGITAL CAMERA
Fonte: Autor desconhecido

Quando se deseja dimensionar uma contenção de solo deve atentar-se para as seguintes condições de estabilidade como: deslizamento da base, tombamento, capacidade de carga da fundação, ruptura global e ruptura interna. O projeto primeiramente passa por um pré-dimensionamentos, no qual devido as experiências adquiridas em outros projetos executados é possível ter ordem de grandeza dos elementos que constituem a contenção. A verificação da ruptura externa consiste em verificar o tombamento e o deslizamento de uma estrutura.

Verificação do Tombamento

Segundo Gerscovich (2001) para que a contenção não tombe em torno da extremidade externa, o momento resistente deve ser maior que o momento solicitante. O momento resistente (Mres) corresponde ao momento gerado pelo peso da contenção (W). O momento solicitante (Msolic) é definido como o momento do empuxo total atuante em relação ao ponto extremo. O coeficiente de segurança contra o tombamento é definido então pela relação entre momento resistente e momento solicitante, o qual por norma deve apresentar relação superior a 1,5. A Figura 1 ilustra as solicitações.

fs2
Figura 1 – Análise ao Tombamento. Fonte: GERSCOVICH (2001)
fs1
Fator de Segurança ao tombamento

Verificação ao Deslizamento

A segurança contra o deslizamento consiste na verificação do equilíbrio das componentes horizontais das forças atuantes, ou seja, a verificação das forças solicitantes e resistentes sobre a estrutura. A força solicitante consiste no empuxo ativo. A força resistente é o empuxo passivo e o atrito do solo com a estrutura. O fator de segurança, assim como a do tombamento, é a relação entre as forças resistentes e solicitantes, devendo apresentar relação maior que 1,5 por norma. A Figura 2 ilustra as forças consideradas.

base
Figura 2 – Análise ao deslizamento. Fonte: GERSCOVICH (2001)

 

base2
Fator de Segurança ao deslizamento

Esse artigo foi útil para você? Compartilhe esse artigo para que outras pessoas entendam esse conceito da Geotecnia. Se tiver dúvidas, deixe nos comentários que elas serão respondidas!

Siga nas redes sociais abaixo para acompanhar nosso trabalho!

60312da1fe41b1f2a8a84e4c959b4e0e

if_linkedin_circle_color_107178

aaa

Fontes:

DAS, B.M; SOBHAM, K; “FUNDAMENTOS DE ENGENHARIA GEOTÉCNICA“. 8º Edição. California: Cengage Learning, 2010

HUMES, C. “NOTAS DE AULA DA DISCIPLINA DE MECÂNICA DOS SOLOS“. São Bernardo do Campo, 2015.

GERCOVICH, D; DANZIGER, B.R; Saramago, R. “CONTENÇÕES: TEORIA E APLICAÇÕES EM OBRAS”. São Paulo: Oficina de Textos, 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: