Portal de Dúvidas

Copy of Copy of Typographic Youtube Channel Art (3)

Esse é o portal de dúvidas do “Além da Inércia”. Como forma de auxiliar estudantes e profissionais oferecemos esse portal para que todos possam tirar suas dúvidas sobre Engenharia Civil.

Se está com dúvida em algum conceito ou disciplina de Engenharia Civil, pedimos para que elabore de forma clara suas dúvidas e elas serão respondidas o mais rápido possível.

Observação: Não coloque simplesmente o exercício, elabore a dúvida e se necessário insira o exercício.

20 comentários

    1. Não foi realizada a análise da mistura em laboratório. A pesquisa tinha por objetivo analisar o pavimento em serviço na rua Candido José Casa de São Bernardo do Campo. Dessa forma, foi analisado em campo as questões funcionais do pavimento e no laboratório foram feitos os ensaios com o solo para uma análise estrutural conforme o manual do DNIT.

      Curtir

  1. Caro Felipe, gostaria de saber se você tem algum posicionamento sobre o novo método nacional de dimensionamento de pavimentos o MeDiNa. Já existem discussões sobre a efetividade do novo método e gostaria de ver um artigo da Além da Inércia sobre o assunto. Te desejo sucesso nessa nova impreitada no mestrado!

    Curtir

    1. Olá Fernanda, tudo bem? O MeDiNa ainda não passou pela correção campo-laboratório (começou este mês o processo de correção) então ainda levará um tempo para sua implementação. Sinceramente eu tenho algumas críticas quanto ao “método nacional”, mas breve faço algum artigo sobre isso aqui no blog. Agradeço!!

      Curtir

  2. Um navio faz voltas ao mundo de tempos em tempos. Durante uma de suas viagens, o comandante percebeu que estava passando exatamente pelo mesmo local onde passara 3 anos antes e verificou um registro de navegação da ocasião. Conferiu novamente os aparelhos de orientação na data atual e obteve os dados abaixo. Agora, faça o que se pede: Determine a declinação magnética na viagem de 2017.

    Dados:
    – Rmg, 2017 = 68º40’ SO
    – Azverdadeiro = 245º 10’

    Curtir

    1. Olá André, tudo bem? As vagas para a primeira turma estão esgotadas. Estou aguardando a liberação da quarentena pelo Governo de São Paulo pra poder voltar com o planejamento. Devido a quarentena a primeira turma foi adiada, e estamos aguardando esse período para reagendar e também programar a próxima turma!

      Inscreva-se aqui no blog para receber notificação, assim você será avisado assim que a próxima turma estiver disponível!

      Abraços!

      Curtir

  3. Felipe,

    O que você acha da opção de, em vez de fazer CBR na etapa de projeto para, posteriormente, dimensionar o pavimento com base nesse CBR, fixar um valor de CBR aleatoriamente, dimensionar o pavimento e, durante a execução da obra, obter solo por empréstimo que atinja esse CBR?

    Apenas na questão de estrutura, ignorando a variável custos.

    Curtir

    1. Não faria muito sentido. O dimensionamento é função do solo local, com características específicas.

      Se você escolher um CBR menor do que o encontrado no local, teoricamente a estrutura dimensionada estaria adequada. Contudo, e se CBR escolhido for maior? Vou substituir quanto dessa espessura pra poder considera-la como um subleito?

      Muitos custos envolvidos.

      Em alguns países, como Alemanha, eles utilizam Tabelas de estruturas de pavimento como “dimensionamento”. Se o tráfego for x e o solo local for y a estrutura será z.

      Ou seja, não requer dimensionamento detalhado, devendo apenas conhecer poucas informações. A questão é que lá as espessuras de revestimento asfáltico são gigantes, enquanto aqui queremos reduzir ao máximo.

      Curtir

      1. Felipe, obrigado pela resposta.
        Mas ignorando completamente o setor custo. Vamos super que, teoricamente, haja quantidade ilimitada de solo gratuito pra qualquer tipo de CBR característico.

        Nesse caso, o que você acha da opção de estabelecer aleatoriamente um CBR elevado, por exemplo 20% e com isso diminuir a espessura do pavimento?

        O problema ao meu ver é que o solo do local onde será executada a obra provavelmente vai ter um CBR característico bem menor. Nesse caso, todo solo teria que ser emprestado, de alguma região com solo caracterizado por CBR maior ou igual a 20.

        O preço vai ser muito maior, provavelmente, em função da troca integral de solo. No entanto, desprezando esse detalhe, em termos de execução, você vê alguma objeção?

        Em resumo:
        1) Temos solo ilimitado em outra região com qualquer tipo de CBR
        2) Estabelecemos um CBR de projeto elevadíssimo, para diminuir a espessura do pavimento
        3) Importamos totalmente o solo com CBR escolhido

        Curtir

      2. Complementando a resposta anterior:

        Sobre a questão do quanto vamos substituir de solo para caracterizar um subleito, é realmente um problema. Estive pensando sobre isso anteontem.

        No entanto, o CBR estimado com ensaios é estatístico. Então, mesmo nesses casos, temos o problema de trechos com CBR abaixo do estabelecido para dimensionamento de pavimento, obrigando-nos a fazer a troca do solo. Rotineiramente isso é feito, certo? Nesses casos, já vi sendo estipulada uma espessura média de 60cm. Sabe informar como determinam isso?

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: