Conheça a Estaca Prancha para Contenção de Solos

06-Execucao-da-contencao-em-estacas-prancha
Fonte: https://redav.com.br

A Estacas Prancha é um método de contenção que pode ser utilizado tanto para contenções provisórias como definitivas. O método consiste em uma cortina de perfis, normalmente metálicos, que ficam justapostos e são cravados no solo. As estacas pranchas, assim como as cortinas, são dimensionadas encontrando o comprimento da ficha que garante a estabilidade da estrutura.  Um determinado trecho da estaca fica cravado abaixo do nível de escavação de forma a manter a estrutura estável contra a ação do empuxo de solo. 

Conceitos de Pavimento de Concreto Simples

pav_concreto
Fonte: http://viasconcretas.com.br

Os pavimentos de concreto simples são placas de concreto moldadas in loco, os quais são assentados em uma Base, seguida de sub-base e então o solo da camada final de terraplenagem, o subleito. Dependendo da espessura da camada de concreto, esses podem também exercer a função de base e revestimento em conjunto, e eliminam a necessidade de uma camada própria de “Base”. Dessa forma, o pavimento de concreto pode resultar em uma estrutura mais compacta. A Figura 1 ilustra a diferença da seção transversal de pavimentos rígidos e flexíveis.

Conheça o Muro de Alvenaria de Pedra

Os muros de alvenaria de pedra são os mais antigos muros de arrimo utilizados. Entretanto, com o passar dos anos, esse método foi perdendo sua utilização devido ao elevado custo e o emprego da alvenaria ser menos frequente, principalmente em muros com grandes desníveis. No caso de muro de pedras arrumadas manualmente, a resistência do muro é função do travamento entre blocos. Dessa forma a dimensão das pedras para estes travamentos são de extrema importância, exigindo dimensões regulares. A Figura 1 ilustra a contenção.

muros-de-pedras-1
Figura 1 – Muro de Pedra. Fonte: https://casaeconstrucao.org

Como realizar a previsão do tráfego aeroportuário

A capacidade de tráfego de cada setor ou de elementos de um aeroporto deve ser compatível com o volume previsto de passageiros, de cargas ou de movimentos de aeronaves e veículos rodoviários.

A previsão de tráfego também depende do intervalo de tempo ao qual é estudado e ocorre inicialmente pela estimativa do volume de passageiros para intervalo longo de estudo, ou seja para o volume anual de passageiros (VAP). O VAP depende do volume na hora pico, chamado de VHP, e do Mix de frota da hora pico. O VHP corresponde ao volume para curto tempo.

1045x587_story-304484cd-b59a-529b-93ff-95b344239c9e_510507
http://static.euronews.com/

Muros de Gabião e Tipos de Gabião para Contenção

Os Muros de gabião são estruturas de contenção por gravidade e são construídos pela sobreposição de “gaiolões” de malha de arames recozidos. Essas gaiolas são preenchidos com pedras cujos diâmetros mínimos devem ser superiores à abertura de malha para que não ocorra a saída das pedras pelos vazios. Estas gaiolas são empilhadas conforme o projeto, portanto são estruturas que demandam grandes dimensões para sua utilização. O método é executado “in loco” e empregado para faixas de altura da mesma ordem de grandeza das dos muros de gravidade. A Figura 1 ilustra aplicação de Gabião.

gabic3a3o-2
Figura 1 – Aplicação de Gabião. Fonte: MACAFERRI (2012)

6 Tipos de Pavimentos de Concreto

pavimento-de-concreto-br101-1024x768
Fonte: http://www.abcp.org.br

Já foi tratado aqui anteriormente sobre os “Pavimentos Intertravados” que, embora apresentem concreto, não são considerados como pavimentos rígidos devido ao seu comportamento em relação à aplicação das cargas dos veículos. Este artigo por sua vez, apresenta de forma bem simplificada os tipos de pavimentos de concreto, tendo como objetivo uma introdução ao tema.

Como dimensionar uma contenção em Solo Grampeado

solo-grampeado-solotrat-12
Fonte: http://www.solotrat.com.br

Dando continuidade ao Solo Grampeado, trataremos agora sobre o seu dimensionamento. Segundo Zirlis e Pitta (1992) analisa-se o solo grampeado como um grande muro de gravidade limitado pela dimensão do chumbador. Dessa forma, o solo grampeado deve resistir ao tombamento e escorregamento resultante dos empuxos de solo. Existem diversos métodos para o dimensionamento do solo grampeado, os quais baseiam-se em modelos de equilíbrio limite e de tensão e deformação.

Aeroportos – “Aspectos Econômicos”

airplane_interior_000009221247
https://cbsnews2.cbsistatic.com

A viabilidade da construção de um aeroporto depende de diversos fatores. Dentre tantos, os que mais destacam-se são: a demanda prevista do tráfego, dos recursos e do impacto no meio que a implantação física poderá provocar.

A demanda dependerá do nível de atração de linhas aéreas, facilidades e acessos ao sítio aeroportuário e das condições sócio econômicas da comunidade. Para isso é necessário determinar alguns índices.

Conheça o Solo Grampeado e sua execução

O solo grampeado é uma técnica de contenções de solos desenvolvida em 1945 pelo professor Ladislaw Von Rabcewics, denominada de NATM – New Austrian Tunneling Method. O método consiste em após a escavação, onde o solo fica submetido a esforços do peso do material e tensões confinadas, estabilizar com a inserção de “grampos” e posterior aplicação de concreto projetado.

O concreto projetado é aplicado em conjunto com telas metálicas ou fibras de aço para melhorar a resistência aos esforços. A denominação de solo grampeado se deu em anos posteriores com o teste do NATM em diferentes tipos de solos. A execução de solos grampeados consiste no reforço com elementos semirrígidos que devem resistir a flexão composta, denominados de grampos. A Figura 1 ilustra o método.

solo grampeado
Figura 1 – Solo Grampeado. Fonte: http://www.costafortuna.com.br

Como dimensionar Cortinas para Contenção de Solos

O Dimensionamento da cortina consiste na determinação do comprimento do trecho enterrado da cortina, denominado de ficha, o qual é o comprimento necessário para garantir a estabilidade. O projeto de contenção deve avaliar as condições de carregamento drenado e não drenado para o cálculo de empuxos. Dessa forma a Tabela 1 resume as análises a serem realizadas com base nos tipos de solo e tipo de escavação.

dimensio
Tabela 1 – Resumo de Análises. Fonte: GERSCOVICH; DANZIGER; SARAMAGO (2016)
%d blogueiros gostam disto: