Da Rocha ao Asfalto: A História da Pavimentação

appia-antica-2.jpg
Via Appia Antica, Roma. Fonte: Autor (2019)

Com o avanço e a necessidade de cultivar e expandir seu território foram criadas as estradas, sendo os Egípcios os primeiros a criarem essas ligações entre locais, colocando drenos laterais e até um revestimento primário. Os egípcios, assim como outros povos, utilizavam as estradas apenas para serviços religiosos e festivos, segundo BALBO (2007) um sentido mais decorativo.

Os romanos foram os primeiros a aperfeiçoar as estradas criando o que hoje chamamos de pavimentação, com objetivo de criar uma estrutura duradoura. Já naquela época, a pavimentação era considerada essencial para uma sociedade desenvolvida. A Figura 1 ilustra o método dos romanos.

Como executar revestimentos asfálticos

56
Fonte: http://infraestruturaurbana17.pini.com.br

O revestimento é a última camada do pavimento e nunca deve ser fabricado, transportado e aplicado quando a temperatura ambiente for menor que 10 graus celsius.

O material asfáltico que chega na obra deve apresentar certificado de resultados de ensaio, emitido pela empresa contratante. Segundo a DNIT 031/2006 deve apresentar também uma indicação clara do tipo de material, a quantidade e a distância entre a usina e o canteiro de obra.

Saiba quais são os requisitos para executar Base e Sub base de Pavimentos Rodoviários

bgs_egesa_5
Fonte: http://pedreirabeirario.com.br

As misturas utilizadas para camadas de base e de sub-base devemser executadas. preferencialmente, em centrais misturadoras para garantir as propriedades da mistura. A mistura só pode ser realizada diretamente na pista caso seja utilizado material local.

Segundo o DNIT 141/2010, a espessura da camada não deve ser inferior a 10 centímetros e nem superior a 20 centímetros. Caso a espessura exigida em projeto seja superior a 20 centímetros, deve-se dividir em camadas parciais que atendam o limite imposto.

Conheça os requisitos para Regularização do Subleito em Rodovias

O subleito é a camada final da terraplanagem e deve apresentar certa regularização para as próximas camadas. Segundo a DNIT 137/2010, a regularização do subleito deve ser feita com o próprio solo, apresentando expansão menor ou igual a 2%, e com índice de suporte Califórnia (CBR) e compactação determinados pelas normas do DNER 49/94 e DNER 129/94, respectivamente. Os ensaios de caracterização do solo de subleito devem ser realizados a cada 200 metros de pista, para compactação, e 400 metros para o ensaio de CBR. Em áreas de até 4000 m² devem ser coletados pelo menos 5 amostras.

Para o controle de execução, deve ser realizado ensaio de umidade higroscópica imediatamente antes da compactação da camada, segundo DNER 052/94. O ensaio é realizado para cada 100 metros de pista, por meio do “speed test”. A Figura 1 ilustra o ensaio.

sub1
Figura 1 – Speed Test. Fonte: http://www.labgeo.ufscar.br

Qual é a função de um pavimento?

Fonte da Figura: Márcio Vieira/Governo do Tocantins

O Pavimento é uma estrutura que não permanece por longo período de tempo, chamada por BALBO (2007) como uma estrutura não perene. Mais do que isso, o pavimento é composto por diversas camadas sobrepostas de diferentes materiais, que são compactados a partir do subleito. O subleito é chamada também de CFT – Camada Final de Terraplenagem – e caso você tenha já algum conhecimento de obras rodoviárias é o seu greide em um desenho geométrico viário.

%d blogueiros gostam disto: